fbpx

A
HISTÓRIA DO

ERP

A sigla ERP não só gera muitas dúvidas, como também gera desconfiança e medo para os gestores de negócio. Com o intuito de esclarecer todos estes questionamentos e acabar com os mitos, neste artigo você vai conhecer a história dos sistemas ERP e a importância deste software para a gestão empresarial no mundo moderno.

Qual o significado de ERP?

O acrônimo ERP significa Enterprise Resource Planning ou em português: Planejamento de Recursos Empresariais

Certamente com este conhecimento, uma nova forma de fazer negócio nascia. Em contrapartida, estes novos negócios começaram a crescer e passaram a atender muito mais clientes.

Com a finalidade de suprir toda a demanda, sem perder qualidade no serviço prestado, eles precisavam estabelecer prioridades em seus processos. 

A construção do ERP

Imaginem que há muitos anos, quando precisávamos de algo, era necessário que construíssemos por conta própria. Ao longo das gerações, no momento em que pessoas começaram a ser reconhecidas pelas suas habilidades em construir, nasceu a demanda para terceirização da mão de obra especializada.

Certamente com este conhecimento, uma nova forma de fazer negócio nascia. Em contrapartida, estes novos negócios começaram a crescer e passaram a atender muito mais clientes.

Com a finalidade de suprir toda a demanda, sem perder qualidade no serviço prestado, eles precisavam estabelecer prioridades em seus processos.

Agora conhecidos como fabricantes, estes empresários faziam perguntas-chave a fim de manter seus processos em ordem. Para responder estas perguntas eles tinham a ajuda de papel e caneta, alinhavam as respostas de acordo com o calendários e torciam pelo melhor:

  • Que tipos de materiais serão necessários?
  • Quanto material eu preciso para fechar estes pedidos?
  • Quando cada material específico vai estar disponível para cada projeto?

O início da mudança

Certamente as inovações tecnológicas começavam a ocupar seu espaço, os primeiros computadores eram utilizados apenas por:

  • Universidades;
  • Agências Governamentais; e
  • Grandes Empresas.

Estes computadores eram conhecidos como “mainframe”. Em contrapartida a evolução, ocupavam um espaço enorme, até mesmo uma parede inteira de uma sala.

A maioria das grandes empresas que precisavam do trabalho feito pelo computador – como por exemplo, determinar o prazo dos materiais para atender a demanda – tinham que alugar os computadores por determinados períodos, o que era extremamente caro.

Naqueles mesmos computadores estavam o primeiro MRP (Material Requirements Planning ou Planejamento das Necessidades de Materiais). Não apenas um software de planejamento de produção, prazo e estoque, como também organizava de maneira eficiente os processos ditos como mais importantes das empresas à época. Dessa forma, o MRP eram os métodos EOQ (Economic Order Quality, em português Quantidade Econômica de Encomenda) inseridos em um computador.

A implantação da solução

A primeira empresa a utilizar um MRP foi a Black & Decker em 1964.

Em virtude das suas vantagens, em 1975, cerca de 700 empresas utilizavam o MRP e o número aumentou para 8 mil em 1981.

Como resultado, o MRP precisava ser modificado para introduzir outros recursos específicos para o setor industrial. Então foi desenvolvido o MRP II (Manufacturing Resource Planning ou Planejamento dos Recursos de Manufatura) que não tomou o lugar do MRP, mas o ampliou para complementar suas funções.

A princípio, a ideia do MRP e do MRP II era de centralizar e integrar as informações para facilitar análises e decisões nas linhas de produção e aumentar a eficiência da produção de um modo geral. Em contrapartida, a tecnologia de softwares, hardwares e banco de dados relacional nos anos 80 não era avançada o suficiente para providenciar agilidade e utilizar toda a capacidade destes sistemas.

A evolução do ERP

Inegavelmente o crescimento das comunicações e a entrega de informações através de eletrônicos como os computadores – que avançavam rapidamente em tecnologia e capacidade – mudaram completamente o modo de organização das empresas.

Nesse sentido, a complexidade do mundo dos negócios demandava cada vez mais que o fluxo de informações fosse:

  • Primeiramente, mais centralizado e ágil, sem perder eficiência para as tomadas de decisões;
  • Certamente o gerenciamento de estoque acontecesse em tempo real de forma assertiva;
  • Enquanto a gestão de recursos humanos refletisse a realidade do negócio;
  • Acima de tudo, ajudar na garantia da qualidade na prestação de serviços.

Em virtude deste cenário, era necessário o desenvolvimento dos sistemas que estavam sendo utilizados – o MRP e o MRP II – para atender a competitividade do mercado com melhores logísticas e redução de custos.

De fato, nos anos 90, o termo ERP foi citado pela primeira vez  no mercado pelo Grupo Gartner, que incorporou o MRP II, o setor financeiro, o de recursos humanos e o de vendas. De tal forma que com o avanço, não era mais necessário ser uma grande empresa para se ter os benefícios de um ERP.

Os benefícios do ERP

Com toda a certeza, independente se sua empresa for de pequeno ou médio porte, com o ERP você consegue as mesmas vantagens que uma grande empresa, como:

  • A centralização de informações em um sistema integrado abrangendo todos os setores de uma empresa, processos automatizados;
  • Relatórios em tempo real entre outras funcionalidades.
  • Definitivamente a escalabilidade é um dos fatores mais importantes do ERP. Não é necessário adquirir o software por inteiro: por ser dividido em módulos, o empresário se beneficia em escolher somente as ferramentas que atendem suas necessidades.

Agora você já sabe como o desenvolvimento tecnológico transformou anotações e planilhas em um verdadeiro e seguro controle de dados. Nesse sentido, nós elaboramos uma lista para mostrar a você os benefícios do ERP e saber como a sua empresa pode sair na frente e começar a ditar o ritmo do mercado.

CONTROLE SEGURO DE DADOS

Entenda como a sua empresa pode sair na frente e começar a ditar o ritmo do mercado.

Setores integrados

Mais de 500 relatórios

Controle integrado

0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários
Instagram