fbpx
 

No setor do varejo, food service, manufatura e serviços similares os insumos e estoques quando acabam representam a essência do negócio e frequentemente significa o sucesso dos produtos. Por isso o Controle de Estoque é muito valioso, principalmente para as empresas varejistas.

Certamente um de seus aliados mais recentes é a tecnologia, que trabalha a favor da evolução dos processos, pois fornece sistemas inteligentes e informações úteis que facilitam as tomadas de decisões, de forma rápida e ágil.

No entanto, para que o sistema funcione de forma eficiente é necessário adotar métodos adequados e eficazes de controle e organização. Por isso separamos 6 dicas valiosas para que você possa adotar na sua empresa e pare já de perder dinheiro.

Produto encalhado é dinheiro perdido, concorda?

Então você há de convir que para que seu dinheiro circule com fluidez em seu negócio, deve-se evitar o excesso de produtos, criar estratégias constantemente para vender mais rápido, como promoções e ofertas.

Sem dúvida, estoque parado é dinheiro deixado na mesa, algo que você não quer de jeito nenhum!

Desse modo, analise os dados para entender por que o produto não vendeu bem e encontre soluções.

Perfil de um bom fornecedor importa?

Antes de fechar um contrato de compra, peça indicações de outros clientes para quem o fornecedor vendeu seus produtos; comprove a qualidade deles e do serviço de entrega.

Sem receios, faça comparações. Escolha fornecedores que possuam experiência, estabilidade e inspirem confiança. Nem sempre o menor preço é uma boa opção.

Você não acha que prazos ágeis na entrega são sempre muito importantes? Então cuidado com a demora para fornecer um orçamento, pois pode soar como sinal de desinteresse para vender. Se é assim com o orçamento, imagina como será para entregar o produto?!

Com um olho no estoque mantenha o outro bem aberto em suas demandas.

Priorize as demandas

Quantas vezes alguém decide que fazer alguma coisa diferente vai melhorar o serviço e assim com o propósito de mostrar iniciativa vai lá e o faz, sem aviso prévio?

Agora imagine esse cenário: se acaso outra pessoa da equipe, não sendo informada de nada, vai em busca do produto no estoque e não o encontra porque alguém mudou de lugar. Para ficar um pouco pior, há um cliente excelente aguardando a entrega deste mesmo produto. Sem dúvida está armada uma confusão bem no meio de um dia movimentado onde a reposição exige agilidade.

Evite essa situação desnecessária, estabelecendo processos claros com sua equipe, que sigam uma ordem natural. Isso garante ações transparentes e menos desgastes.

Priorize avaliações periódicas destes processos do negócio, para que sejam feitos de forma eficaz e mais lucrativo.

Documente seus fornecedores. Faça o acompanhamento da mercadoria desde o início da compra, seu recebimento e direcionamento para o estoque.

De fato, a disposição dos produtos dentro do espaço físico merece atenção. Logo, os produtos mais procurados sempre devem estar mais acessíveis. Setorizar levando em consideração critérios como características, preço e saída, é uma solução inteligente.

E para otimizar seu controle de estoque não descuide da modalidade que se aplica ao seu negócio. Você sabe quais são as modalidades mais usuais?

Modelo de controle de estoque ideal

Antes de mais nada é essencial conhecer, ao menos, os principais modelos de controle de estoque.

A modalidade de estoque mais comum é a Reposição Contínua. Aqui você compra com mais frequência, fugindo da perenidade ou de que seus produtos fiquem encalhados nas prateleiras.

Já na Reposição Periódica, você escolhe corretamente os produtos que possuem venda consolidada, negocia valores e prazos de entrega com seus fornecedores, pois existe o risco de que suas vendas disparem e eles não estejam disponíveis lá no estoque já organizado.

Sempre avalie cada produto de acordo com o tipo de reposição necessária.

Certamente, para não sofrer perdas com mercadorias encalhadas ou escassas tenha à mão um software de gerenciamento que lhe dê possibilidade de realizar análises corretas.

Seus maiores aliados: tecnologia e informação

Um excelente ERP disponibiliza ferramentas que servem para automatizar processos e diminuir erros, além das informações centralizadas e setores integrados que permitem dados e análises de relatórios precisos para tomada de decisões mais seguras para o crescimento da sua empresa.

Conheça também outras vantagens de automatizar os processos da sua empresa,clicando aqui.

Antes de mais nada, é necessário verificar principais indicadores de qualidade do ERP:

  • Verifique o tempo de indisponibilidade dos sistemas,
  • O nível de latência da rede,
  • O tempo médio de atendimento,
  • O número de chamados atendido pelo suporte,
  • O número de falhas operacionais em sistemas críticos, e
  • O gasto médio com a manutenção de ativos.

Neste outro artigo separamos outros critérios para você escolher um ERP ideal.

Pronto! Agora seu negócio vai encontrar o caminho das pedras e seu sucesso está garantido.

0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários
Instagram